segunda-feira, outubro 22, 2007

Acessórios: espelho retrovisor

Longe de ser um acessório indispensável, o espelho retrovisor na bicicleta tem algumas vantagens.
Essencialmente, o espelho retrovisor permite ao ciclista evitar o eventual incómodo de espreitar por cima do ombro para olhar para trás, mas regra geral, esta técnica é fácil de executar.

A bicicleta é o veículo que oferece melhor visibilidade periférica, porque permite olhar por cima dos automóveis e dos automobilistas e por não obrigar o ciclista a usar um capacete de mota, que reduz a visibilidade lateral e a percepção de ruídos. Deste modo, é fácil para um ciclista perceber quando se aproxima um carro, seja devido ao ruído do motor, seja graças ao alcance da sua visibilidade.

Olhar por cima do ombro, esquerdo ou direito, para verificar a presença, distância e velocidade de veículos que se aproximam pela nossa traseira, não é difícil embora requeira alguma prática. A maior dificuldade sentida por um principiante é ao nível do equilíbrio, desviando a sua trajectória sempre que olha para trás, mas rapidamente se adquire essa capacidade.

Quando seguimos por uma estrada nacional, onde as velocidades praticadas são mais elevadas que nas cidades, o que recomenda igualmente uma margem de segurança maior entre os veículos motorizados e as bicicletas, o uso do espelho retrovisor torna-se mais importante. O mesmo se aplica aos casos em que transportarmos muita carga na bicicleta, quer esteja apoiada na traseira ou no guiador, por exemplo numa viagem longa. O peso extra da carga altera a condutibilidade da bicicleta e se não estivermos habituados podem dar-se alguns desequilíbrios.
Quando se circula dentro das cidades é mais fácil olhar por cima do ombro, dispensando assim o espelho retrovisor.

Para as pessoas que tenham dificuldade em olhar para trás, o espelho pode ser um bom aliado, mas devemos ter em conta que a trepidação de uma bicicleta é superior à de um carro e que a imagem reflectida muitas vezes não será a melhor.
Obrigado a Escola de Bicicleta.

2 comentários:

Hugo Jorge disse...

Excelente texto. Obrigado Ricardo. Sempre a surpreender com conteúdos de extrema importância.

Hugo Jorge
http://pazoriginal.blogspot.com/

Frederico disse...

Há que chamar a atenção que apesar de termos o espelho e o utilizarmos para ir controlando o tráfego, isso não evita que olhemos por cima do ombro quando mudamos de faixa ou viramos à esquerda.